Mostrando todos os 2 resultados

Novo
R$ 29.00

Parcele em 5x de R$ 5.80 sem juros

ou R$ 27.55 no boleto

Promoção!
Novo
Avaliação 3.50 de 5
R$ 29.00 R$ 15.00

Parcele em 3x de R$ 5.00 sem juros

ou R$ 14.25 no boleto


Alianças de noivado

As alianças de noivado tem sido utilizadas como símbolo de compromisso durante séculos, por tanto, sua história tem uma longa data e muitos fatos curiosos. Quando o casal de namorados decide dar o próximo passo em suas vidas, tendo a certeza de quem ambos encontraram aquela pessoa especial que pretendem dividir a vida pelo tempo que ela durar, então, para firmar o compromisso, um dos parceiros presenteia seu conjugue com um anel de noivado, quando a proposta de casamento é aceita, selando então o compromisso entre eles sobre o casamento que ocorrerá em breve, afinal, quem usa um anel de noivado mostra que está comprometido ou comprometida para se casar. Esse ato romântico perdura durante anos na cultura ocidental e possui lá suas particularidades em cada país, por exemplo, existem países em que apenas a noiva usa uma aliança de noivado, enquanto que em outros (como o Brasil) ambos os noivos possuem um anel de noivado. O anel de noivado pode possuir pedras preciosas ou diamantes. Em determinadas culturas, as próprias alianças de noivado pode ser usadas como alianças de casamento. É costume, em países do ocidente, as alianças de noivado ficarem no dedo anelar da mão esquerda, mas essa tradição pode variar de país em país.

Como surgiu a tradição das alianças de noivado

Na verdade, essa é uma tradição que remonta aos antigos egípcios, eles acreditavam que os círculos eram símbolos da eternidade, por isso a aliança era desse formato. Naquela época os noivos trocavam anéis feitos de juncos trançados, quais eram colocados no dedo anelar (quarto dedo) da mão esquerda, pois acreditava-se que nesse dedo passava uma veia que ia para o coração, conhecida como Vena Amoris. Tempos depois, Henry Swinburne popularizou a ideia das alianças de noivado no dedo anelar da mão esquerda num documento chamado de Contratos Matrimoniais, feito em 1686 e isso existe até os dias de hoje. Mais tarde, no século 2 a.C, os romanos adotaram a tradição das alianças de noivado, em vez de presentearem a noiva com objetos valiosos ou dinheiro. Ainda durante esse século, a noiva romana recebia dois anéis, um anel de ouro que ela utilizada para ocasiões especiais e em público e outro de ferro para usar em casa. Algo curioso é que, no século IX, o Papa Nicolas I aderiu a ideia de que o noivo deveria dar um um anel de ouro a sua noiva, assim seria demonstrado que ele possuía riquezas e teria condições de cuidar de sua esposa. Não existem regras quanto ao uso de alianças de noivado, por exemplo: em algumas cerimonias de casamento, ambos os noivos continuam com a aliança de noivado, podendo trocá-la de dedo para ficar junto com a aliança ou não, já em outras cerimonias os noivos podem optar por não usarem o anel de noivado, mas colocá-lo de volta depois do casamento. Para você que pretende dar o próximo passo em seu relacionamento, a Infinity Alianças conta com alianças de noivado com qualidade, modelos com um lindo design e preços especiais para presentear a pessoa amada.